Bispos convidam a viver 6 atitudes neste tempo “especial” de Quaresma devido ao coronavírus


20/02/2021 - 14:17

Em 2020, os bispos do Uruguai enviaram aos fiéis uma mensagem incentivando viver o tempo da Quaresma com seis atitudes, um texto que mantém toda a sua atualidade.

Essas são as seis atitudes que os prelados propuseram diante da pandemia do coronavírus, que obrigou muitos em diferentes partes do mundo a não irem aos templos.

1.- Um chamado à humildade

“Um vírus, um organismo microscópico, aparece de repente e faz a humanidade cambalear; colapsa os sistemas de saúde dos países desenvolvidos; põe em xeque a economia" e "nos coloca diante da fragilidade que padecemos pela doença e pela possibilidade da morte”, expressaram os bispos.

“Tudo isso continua sendo um forte apelo à humildade de nossa limitada condição humana”, afirmaram.

2.- Um chamado à confiança

“Para os homens e as mulheres de fé, tomar consciência da nossa fragilidade não nos desanima. Pelo contrário, encoraja-nos a confiar mais em Deus”, como se lê nos salmos que nos convidam a confiar no Senhor.

 

3.- Um chamado à oração

“A oração é a intérprete da esperança. Neste momento de fragilidade e confiança, dirigimos o nosso coração a Deus Todo-Poderoso” para pedir “que venha em nosso auxílio”.

"Confiamos que em todas as circunstâncias de nossa vida a providência de Deus está presente e ativa", afirmaram.

Neste sentido, os Bispos pediram "para escutar, meditar e rezar com a Palavra de Deus todos os dias", frequentar a oração dos salmos e "deixar que a Palavra vá evangelizando nossa forma de sentir e de pensar, ajudando-nos a discernir o que Deus nos pede neste momento concreto de nossa história”.

4.- Um chamado ao amor

“Há numerosos testemunhos de amor ao próximo nestes dias e, sem dúvida, a necessidade de muitos nos encoraja a dar as mãos, a ser generosos”, expressaram.

Os Bispos convidaram "a não cair em atitudes egoístas de acumular para mim mesmo sem levar o outro em consideração, mas a compartilhar o que tenho com o irmão mais afetado por esta situação". “Queremos ver no outro um irmão, ver no que sofre o próprio Cristo”.

5.- Um chamado a renovar o amor à Eucaristia

Onde não é possível ir à Missa, os Bispos nos convidam a “valorizar mais a vida fraterna de nossas comunidades”. “Esta situação dolorosa nos convida a redobrar o nosso amor pela Eucaristia, o sacrifício de Cristo que renova o mundo”.

“Esta abstinência pode fazer-nos sentir fome da Eucaristia e aumentar o nosso desejo de nos reencontrarmos na celebração comunitária com Jesus sacramentado, um dom ao qual nunca podemos nos acostumar”, afirmam.

6.- Um chamado à gratidão

Os Bispos do Uruguai afirmaram que este momento é "uma oportunidade para ser agradecidos" com todos aqueles que "estão fazendo um enorme esforço para encontrar soluções, para atender os doentes, para prestar diversos serviços àqueles que o necessitam”.

“O 'obrigado' termina sendo dirigido a Deus, na certeza de que, junto a Ele, poderemos colher doces frutos deste tempo doloroso”, asseguraram.

“A Palavra de Deus diz que os apóstolos, depois da Ressurreição, perseveraram na oração junto com Maria, na espera do Espírito Santo prometido. Nós os convidamos a nos encontrar em uma oração constante e insistente nas mãos de Maria”, afirmaram.



Ultimas Matérias
Material da Campanha da Fraternidade 2021
EDIÇÕES CNBB DISPONIBILIZA VIDEOAULAS PARA AJUDAR COMUNIDADES NA PREPARAÇÃO DA CFE 2021
Deserto é lugar de tentação: nunca dialoguem com o diabo, diz Papa
Papa reconhece virtudes heroicas de Padre Albino, que morou em Catanduva-SP
10 frases do Papa Francisco para refletir na Quaresma
Veja Mais