Papa Francisco declara que tomará vacina de prevenção à Covid-19


10/01/2021 - 12:16

 O papa Francisco - cujo médico morreu por complicações da Covid-19 neste sábado - afirmou em entrevista ao canal italiano Mediaset que tomará a vacina contra a Covid-19 porque considera esse um ato ético e importante para parar com a pandemia.

"Eu acredito que eticamente todo mundo deve tomar a vacina. É uma opção ética porque você aposta na sua saúde, na sua vida, mas também na vida dos outros", ressaltou ao canal. 

Francisco, que tem 84 anos e está no grupo de risco da doença, ainda confirmou que a vacinação no Vaticano começará na próxima semana e que também se inscreveu porque "isso deve ser feito".

O líder católico ainda criticou que "há um negacionismo suicida" sobre as vacinas que "eu não sei explicar". "Mas, é preciso se vacinar", adicionou. 

Segundo havia divulgado a Santa Sé, foram compradas doses da vacina contra o coronavírus Sars-CoV-2 desenvolvida pela Pfizer e pelo laboratório BioNTech - que já vem sendo aplicada em toda a Europa, nos Estados Unidos, Canadá, Israel, entre outras nações. A ANSA apurou que foram adquiridas 10 mil doses da BNT 162b.

Serão imunizados tanto a Cúria Romana, como funcionários do Vaticano e pessoas atendidas pelo Fundo de Assistência Sanitária (FAS).



Ultimas Matérias
Um encontro verdadeiro com Jesus nunca é esquecido, afirma Papa
A unidade é sempre superior ao conflito, reitera Papa
Papa Francisco e Bento XVI recebem vacina contra Covid-19 no Vaticano
Líderes católicos realizarão conferência sobre a vacina contra a Covid-19
Francisco no Angelus: Deus nos acaricia com a sua misericórdia
Veja Mais