Na festa dos santos Pedro e Paulo, Papa saúda o Patriarca Bartolomeu


30/06/2020 - 18:09
Patriarcado Ecumênico de Constantinopla envia delegação a Roma nesta solenidade, o que não aconteceu neste ano devido à pandemia

Ao saudar os fiéis na Praça São Pedro após o Angelus desta segunda-feira, 29 – Solenidade dos Santos Pedro e Paulo – o Papa Francisco dirigiu uma saudação especial ao Patriarcado Ecumênico de Constantinopla, que em decorrência da pandemia não pôde enviar uma delegação a Roma, como tradicionalmente acontece nesta solenidade.

“Portanto, envio espiritualmente um abraço ao querido irmão o Patriarca Bartolomeu, na esperança que possam ser retomadas o mais rápido possível nossas recíprocas visitas.”

Na festa de Santo André, em 30 de novembro, é a Santa Sé que envia uma delegação a Istambul. Momentos antes, na celebração eucarística na Basílica Vaticana, o Pontífice mencionou a ausência dos ortodoxos, mas disse que sentiu a presença do “amado irmão Bartolomeu” ao rezar diante das relíquias de São Pedro.

Ainda nas saudações, Francisco mencionou também os mártires decapitados, queimados vivos e assassinados, sobretudo durante o império de Nero. “Esta terra em que nos encontramos é ensanguentada pelos nossos irmãos cristãos”, disse o Pontífice, recordando que amanhã se celebra a comemoração dos mártires.

O Papa concluiu a sua saudação fazendo votos de que a visita aos túmulos dos Apóstolos reforce a fé e o testemunho dos peregrinos, e desejou a todos um bom feriado



Ultimas Matérias
Padre Gilmar Margotto completa mais um ano de vida no dia 02/07
Documento sobre Catequese aborda cultura digital e a globalização da cultura
Não há amor verdadeiro sem cruz, afirma Papa
Pedro e Paulo não só falaram, mas também morreram pelo seu Senhor, lembra cardeal
Papa no Angelus: a maior graça é fazer da vida um dom
Veja Mais