Dom Moacir emitiu nota em Defesa da Vida - Catedral Votuporanga-SP
Dom Moacir emitiu nota em Defesa da Vida


29/07/2018 - 14:46

No último dia 20 de julho, aniversário de 2 anos da criação da Diocese de Votuporanga, o bispo diocesano, Dom Moacir Aparecido de Freitas emitiu nota oficial conclamando a todos os membros de nossa diocese a se posicionarem a favor da vida e contrários ao julgamento sobre a liberalização do aborto no Brasil.

Leia abaixo na íntegra a mensagem de Dom Moacir:

 

Votuporanga, 20 de julho de 2018

 

Aos Padres, Diáconos, Religiosos (as), Seminaristas,

Consagrados (as) e Todo Povo Santo de Deus

 

“Eu vim para que todos tenham vida” (João 10,10)

 

Está sob análise do Supremo Tribunal Federal, a ADPF 442 - Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental, requerida pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) em que solicita a liberação do aborto até a 12ª semana de gestação. A Ministra Rosa Weber, Relatora do processo, marcou uma Audiência Pública no STF para debater o assunto nos dias 3 e 6 de agosto, das 8h00 até às 18h00.

Nesse momento delicado, em que corremos o risco de se legalizar o aborto no Brasil, entendemos por bem vir a público expressar nossa preocupação com o julgamento mencionado.

O Magistério da Igreja sempre tem reiterado a condenação do aborto e a defesa da vida indefesa do nascituro. O Vaticano II, na Gaudium et Spes (nº 51), afirma: “A vida humana desde a sua concepção tem de ser salvaguardada com o máximo cuidado”. Paulo VI, na Humanae Vitae (nº14), condena “a interrupção direta do processo generativo já iniciado e, sobretudo, o aborto diretamente desejado e provocado”. A Instrução Donum vitae reitera: a vida humana deve ser respeitada “desde o momento da concepção até a morte”. A Declaração sobre o aborto provocado (nº12) explicita: “Desde o momento da fecundação do óvulo, inicia-se vida que não é nem a do pai, nem a da mãe, mas de um novo ser humano, que se desenvolve por si próprio. Nunca ele chegaria a ser humano, se não fosse desde aquele momento”.

                        Apesar da iniciativa da liberação do aborto, por meio da ADPF-442 encontrar-se no judiciário-STF, cuja função não é legislar, pois esta função é de competência do Congresso Nacional, precisamos nos conscientizar sobre a importância de elegermos bons candidatos.

Conforme a Cartilha de Orientação Política da CNBB – Regional Sul 1, Os Cristãos e as Eleições 2018, página 25, há valores que não estão sujeitos à política, a plebiscitos ou qualquer negociação e a Igreja Católica sempre ensinou e continua ensinando: Não mate! E, neste momento político pelo qual o Brasil passa, nunca precisamos tanto de bons políticos. Assim, durante as eleições, vote com consciência, pensando no bem de todos. Vote em quem defende a vida, sobretudo quando ela é débil e indefesa, vote em quem defende a família, segundo o plano de Deus.

                        O homem não poderá encontrar a verdadeira felicidade, à qual aspira com todo o seu ser, senão no respeito pelas leis inscritas por Deus na sua natureza e que ele deve observar com inteligência e com amor.  

                        Oremos juntos pela vida e que Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil, abençoe nossa Pátria e nos livre de todo mal.

Dom Moacir Aparecido de Freitas

Bispo Diocesano de Votuporanga



Ultimas Matérias
Semana Nacional da Família termina neste domingo com show de Paulinho Ribeiro
1º Desperta Jovem Diocesano acontecerá nesse domingo na Santa Luzia
Coro Municipal de Fernandópolis se apresenta na Catedral de Votuporanga nesta quarta-feira
Pastoral da Criança de Votuporanga: um trabalho de amor à vida
Dom José Reginaldo Andrietta celebra missa na Catedral de Votuporanga
Veja Mais