Neste domingo, Dia do Trabalhador, Igreja celebra São José Operário


01/05/2022 - 09:10
São José, celebrado pelo título de Operário, é padroeiro dos trabalhadores; fiéis partilham a graça do emprego alcançada por intercessão do santo

Neste domingo, 1º de maio, celebra-se o Dia do Trabalhador e, para a Igreja, é a Festa de São José Operário. A data é um momento propício para recordar que o trabalho possui uma dimensão fundamental da existência humana sobre a terra (Laborem Exercens, 4).

Já dizia São João Paulo II que o trabalho é via para realizar a si próprio, mediante o crescimento e o desenvolvimento das potencialidades e das capacidades adquiridas com a formação, a experiência e a concreta generosidade.

São José Operário, padroeiro dos trabalhadores 

No ano de 1955, o Papa Pio XII, na Praça São Pedro, com mais de 200 mil pessoas, instituiu a comemoração de São José Operário, para o mesmo dia em que é celebrada a data civil. O principal objetivo foi dignificar os frutos do esforço humano através do trabalho.

O reitor do seminário de Guarabira(PB), padre Daniel Lima, aponta a necessidade do trabalho e diz que São José garantiu a sustentação da família através do seu trabalho. “O carpinteiro José trabalhou em Nazaré e precisava ter a capacidade de ser muito bom no que fazia, somente assim seria apreciado e produziria frutos para conseguir sustentar sua família”, afirma.

O sacerdote acrescenta que Igreja aplicou a São José o título de padroeiro dos trabalhadores e homem justo, pois tinha a capacidade de olhar para o outro não como mero objeto de trabalho, mas se fez capaz de respeitar cada um, de maneira particular, como filho de Deus.

O trabalho que dignifica e enaltece o homem 

carta encíclica Laborem Exercens, de João Paulo II, destaca que o trabalho ajuda o homem a crescer na medida que ele se dá aos outros. O trabalho é uma das características que distinguem o homem do resto das criaturas.

Também está relacionado com a manutenção da própria vida: somente o homem tem capacidade para o trabalho e somente o homem o realiza preenchendo ao mesmo tempo com ele a sua existência sobre a terra. (Laborem Exercens, 3). 

De acordo com padre Carlos Eduardo Alves da Silva, da diocese de Itaguaí (RJ), o trabalho dignifica e constrói não somente o templo em que habitamos, mas também o caráter, onde nos tornamos pelo caminho, afeiçoados a Deus.

“Assim, a exemplo de um homem digno e Santo que foi São José, Jesus alcançou o ser humano. No dia a dia, nas labutas diárias, na forma de vivenciar as questões humanas e corriqueiras”, pontuou.

Testemunhos 

Maria José Francelino da Silva, da cidade de Varginha (MG), alcançou a graça do trabalho pelas mãos de São José Operário. “Eu e meu esposo assistimos todos os dias o terço da misericórdia e lá ouvimos falar da cartinha de São José, então escrevi minha carta para São José e coloquei debaixo da imagem de São José pedindo a graça de um emprego, que fazia mais de 1 ano que estava desempregada”.

Perseverante na oração, Maria José alcançou a graça pedida ao santo. “Pedi a graça de um trabalho que fosse de carteira assinada e que não me atrapalhasse ir ao grupo de oração, pois sou serva do grupo de oração. Com a graça de Deus, consegui um trabalho no dia dele e, por providência, trabalho na avenida com o nome dele e rezo muito para São José pedindo a graça dele na minha vida e na minha casa”, continuou.

Outro testemunho é o de Lidiane Aparecida Costa Meira, 34 anos, da cidade de Itapetininga (SP). Ela ficou desempregada por um ano e meio e pôde experimentar a providência de Deus por meio da novena em honra a São José Operário. 

“Alguns dias depois fui para uma missão da RCC, em um grupo de oração chamado São José, uma serva me disse que Deus estava abrindo uma grande porte pra mim. No mês seguinte, fui chamada a trabalhar em uma concessionária. Em julho vai fazer 10 anos desta graça, 10 anos de muita benção”.

Lidiane conta que seguiu trabalhando com dedicação, buscando os valores do Evangelho. E não deixa de agradecer, anualmente, pela intercessão do santo. “Todo ano faço a novena agradecendo pelo emprego e que ele continue abençoando. Tenho uma imagem de São José na mesa do meu trabalho”, agradeceu.

Patris Corde

Em 8 de dezembro de 2021, a Igreja encerrou o Ano de São Joséinstituído pelo Papa Francisco no ano anterior (em 8 de dezembro de 2020) por ocasião dos 150 anos da declaração do santo como padroeiro da Igreja Católica. O anúncio do Ano especial foi com a publicação da carta apostólica Patris corde, do Papa Francisco.

No documento, Francisco enfatiza que um dos aspectos evidenciados na pessoa e missão de São José foi o trabalho. A falta de trabalho afeta profundamente a vida de milhares de pessoas. 

Papa Francisco faz um apelo em sua carta apostólica para que “Peçamos a São José Operário que encontremos vias onde possamos comprometer até se di­zer: nenhum jovem, nenhuma pessoa, nenhuma família sem trabalho!”

Extraído de: https://noticias.cancaonova.com/igreja/neste-domingo-dia-do-trabalhador-igreja-celebra-sao-jose-operario/



Ultimas Matérias
Catedral celebrará Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos 29 de maio a 05 de junho
Laudato Si: Encíclica do Papa Francisco completa 7 anos de publicação
Conheça a mensagem do Papa Francisco para o 56º Dia Mundial das Comunicações Sociais
Diocese celebrará Missa pelo 56º Dia Mundial das Comunicações Sociais
Catedral está realizando Semana de Iniciação à Vida Cristã
Veja Mais