Em outubro, Igreja no Brasil inicia mês dedicado às Missões


01/10/2018 - 20:26

O Mês de Outubro é dedicado pela Igreja no Brasil às Missões. Neste contexto, o Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e a Cooperação Inter-eclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Esmeraldo Barreto, comentou sobre a necessidade dos fiéis batizados tomarem consciência da missão e darem passos em direção ao outro. “Quando me coloco à disposição estou sendo missionário e ajudando a construir a paz”, frisou.

“Logo no primeiro dia de outubro é celebrada Santa Teresinha, ela que é padroeira das missões, então mais um motivo para que esse mês continue a ser consagrado à meditação, reflexão e a atividades missionárias mais intensificadas”, pontuou Dom Esmeraldo ao fazer memória da dedicação – em 1926 -, pelo Papa Pio XI, do mês de outubro como mês das missões.

Em sintonia com a Campanha da Fraternidade 2018, que trabalhou para a superação da violência, a Campanha Missionária deste mês buscará, de acordo com o bispo, compreender o outro, a partir do Evangelho, não como inimigo, mas com fraternidade. A Campanha Missionária traz como tema “Enviados a testemunhar o Evangelho da Paz”, um reforço ao discurso das Bem-Aventuranças: “Felizes os que promovem a Paz” – Mt 5,9.

A Campanha Missionária, segundo Dom Esmeraldo, é uma iniciativa de sensibilização para dizer aos que vivem em lugares que tem uma evangelização mais fortalecida, que  precisam olhar outras regiões que estão necessitadas de missionários e recursos, e saírem para evangelizar. “É preciso ir além das nossas comunidades”, suscitou.

“A pessoa que é batizada já mergulha na missão do próprio Cristo. Ela, depois de incorporada a missão do próprio Jesus, precisa experimentar e fazer a inserção neste processo como discípulo, dando passos, olhando o outro”, comentou o bispo. Dom Esmeraldo reforçou também a necessidade da missão em ambientes familiares e profissionais. “Imagina o bem que pode ser feito, quando o batizado é missionário na sua família e no seu ambiente profissional”, concluiu.

A Campanha Missionária tem como ação concreta a coleta missionária, que visa despertar a sensibilidade de partilha e solidariedade com regiões que necessitam de pessoas e recursos para a evangelização. Dom Esmeraldo destacou, por fim, que a as orações e o apoio financeiro também são formas de realizar a missão. 

  •  


Ultimas Matérias
Dia dos Fiéis Defuntos
Solenidade de Todos os Santos
A três meses da JMJ 2019, jovens falam sobre expectativas e preparativos
Sínodo debate sobre como desenvolver uma pastoral juvenil na internet
Sínodo dos Bispos: devemos pedir perdão aos jovens
Veja Mais