Livro-entrevista de Gerson Camarotti com 5 cardeais brasileiros


22/07/2018 - 22:02

No último sábado, 21 de julho, na Livraria Leitura do Pátio Brasil Shopping, em Brasília (DF) foi realizada a primeira noite de autógrafos de uma série de lançamentos que será feita pela Editora Petra para apresentar o livro “Para onde vai a Igreja, do jornalista Gerson Camarotti. O volume reúne cinco entrevistas feitas com os cardeais: Claudio Hummes, arcebispo emérito de São Paulo (SP); Odilo Scherer, arcebispo de São Paulo; Raymundo Damasceno, arcebispo emérito de Aparecida (SP); Orani João Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro (RJ) e Sergio da Rocha, arcebispo de Brasília e presidente da CNBB.

Juan Arias, jornalista espanhol, faz um comentário sobre o livro e ressalta que a importância da obra “está no fato de que a leitura nos permite observar um panorama do que foi e do que é a Igreja no Brasil, a qual, como bem me recordo, já nos tempos do Concílio Vaticano II se apresentava como uma das mais vivas e comprometidas com a nova primavera eclesial promovida pelo Papa Joâo XXIII“.

Os entrevistados

Os cinco cardeais, na opinião do editor do livro, formam uma espécie de coro para confirmar o quão verdadeira pode ser a expressão “unidade na diversidade”: “de fato, pulsa nestas páginas um profundo senso de comunhão entre os entrevistados e a Sé de Pedro, recordando aquele sentire cum Ecclesia que Santo Inácio de Loyola um dia pediu. Nestas entrevistas, o pedido parece encontrar realização plena”.

Dom Claudio fala de curiosas situações de sua infância, de sua vida como bispo de ABC Paulista e destaca que apoiou as históricas greves dos metalúrgicos nos inícios dos anos de 1980 porque “as reivindicações eram justas e os métodos pacíficos”. Dom Odilo também recorda o início da sua caminhada vocacional no Paraná e a palavra de seu pai de que o primeiro filho que quisesse ser padre iria para o Seminário da Diocese de Toledo. Dom Damasceno conta da sua surpresa, ainda jovem, de ser enviado de Marina (MG) como um dos primeiros seminaristas da então criada arquidiocese de Brasília (DF), em 1960. Dom Orani fala de sua precoce vida de trabalhador em São José do Rio Pardo (MG) e de se aconselhar sobre o discernimento vocacional quando já era catequista, curando o segundo grau. Dom Sergio diz que entrou no Seminário com 18 anos depois de ter passado um tempo trabalhando para ajudar a família, que era muito pobre.

Os cardeais, na conversa com Camarotti, falam do Concílio Vaticano II, das Conferências do episcopado latino-americano e caribenho, da realidade brasileira dos últimos 50 anos, dos pontificados de Pio XII, João XXIII, Paulo VI, João Paulo I, João Paulo II, Bento XVI e, longamente, sobre diversos aspectos do pontificado do Papa Francisco. As novidades desses últimos cinco anos no Vaticano também são detalhados pelo autor na introdução das entrevistas.

O autor

Gerson Camarotti, na introdução de cada uma das cinco entrevistas, faz várias referências aos contatos pessoais que teve com os cardeais. Ele também detalha aspectos interessantes da personalidade dos entrevistados com informações importantes sobre a trajetória percorrida por eles no âmbito da Igreja no Brasil e no Vaticano.

Ele tem 44 anos, nasceu em Recife e é formado em jornalismo pela Universidade Católica de Pernambucano e pós graduado em Ciência Política pela Universidade de Brasília. Já trabalhou nos jornais O Globo, O Estado de São Paulo e Correio Brasiliense, bem como nas revistas Veja e Época. Em 2013, entrevistou o Papa Francisco, durante a Jornada Mundial da Juventude, no Rio de Janeiro. Atualmente atua como comentarista político na GloboNews e na Rádio CBN, além de ser colunista no Portal G1, da Rede Globo.

Por CNBB



Ultimas Matérias
Diocese ganha mais um padre com a ordenação sacerdotal do Diácono Murilo
Papa: “Deus não descarta ninguém; para Ele, ninguém é irrecuperável!”
Papa destaca atitudes necessárias para viver bem o Advento
Diácono Murilo será ordenado sacerdote no dia 07/12
Saiba um pouco mais sobre a Coroa do Advento
Veja Mais